Harpers Ferry – West Virginia

Harpers Ferry é uma cidade super pequena no estado de West Virginia (Virgínia Ocidental) com mais ou menos 318 habitantes, cheia de história e muita natureza. É talvez a cidade mais conhecida do estado e foi construída na famosa Trilha Appalachian em um vale onde os rios Potomac e Shenandoah se encontram. Foi nessa cidade, por volta de 1959, que a Guerra Civil Americana deu os primeiros sinais. John Brown, um abolicionista extremista, e seus seguidores tentaram iniciar uma rebelião de escravos no vilarejo atacando o arsenal local para conseguir armas, mas Brown foi capturado um dia depois, julgado e condenado à morte por enforcamento, culpado de traição. Entre muitos acontecimentos nessa época, a Virgínia foi separada em dois estados sendo criado West Virginia. O melhor de tudo? A cidade continua com as mesmas características dessa época.

– O que fazer? 

Primeiro de tudo vá até o centro de visitantes e pegue um mapa. Não tem muita informação na internet sobre a cidade e o celular não funciona muito bem por lá, então o mapa ajuda muito.

A cidade é basicamente formada por quatro ruas principais e andando por elas já dá para saber onde parar e o que ver, além disso na maioria dos lugares você só passa em frente ou entra bem rápido para ver as coisas. Como fui para passar apenas um dia, dividi em conhecer a cidade na parte da manhã e fazer uma das trilhas na parte da tarde.

A CIDADE 

The Vintage Lary Store – Lojinha de suvenir. Nessa loja tem um mapa dos Estados Unidos e um mapa mundial onde as pessoas colocam um alfinete informando onde moram. Acredita que em apenas nove dias do mês de julho já passaram 300 pessoas por lá e além de mim mais um brasileiro.


Placa dentro da loja de suvenir. “Seu marido ligou e disse para você comprar o que quiser”.

Onde fica: 180, High Street.

Nessa mesma rua, muitos restaurantes, cafés e mais lojas.

Dry Goods Store – É a representação de uma loja da época com fogões a lenha, máquina de costura, artigos de fantasia, medicamentos, luminárias e um revolver de Samuel Colt. O mais legal é que o pessoal que trabalha lá se veste a caráter. Como tudo na cidade é muito preservado para manter às características da época, quase acreditei que as pessoas ainda viviam desse jeito.

Onde fica: Shenandoah Street. Segundo prédio a direita do ponto de ônibus.

Do lado dessa loja também tem uma casa com deposito de suprimentos utilizados na Guerra Civil Americana (Quartermaster Supply Depot) e mais pessoas caracterizadas. Na frente o edifício mais antigo da cidade (Harper House) que nunca foi modificado.

John Brown’s Fort – O lugar onde John Brown e seus seguidores ficaram nas últimas horas antes do ataque no dia 16 de outubro de 1959 e foi o único edifício que escapou da destruição da Guerra Civil Americana.

Onde fica: No final da Shenandoah Street sentido ponte/passarela.

Nessa mesma rua museus, loja de livros (bookstore) e muito mais. Tem que ficar atento porque às vezes tem alguma coisa interessante em uma porta super pequena, sem informação na porta e nem no mapa.

St. Peter’s Church – Igreja da cidade.

Onde fica: Hight Street

White Hall Tavern (lugar onde vende vinho) – Coordenada por Frederick Roeder o lugar serviu os funcionários beberem, discutir política e falar mal do chefe, porque para trabalhar era péssimo.

 

TRILHA E NATUREZA

A cidade é realmente muito pequena e a natureza é o que prevalece, já na estrada da pra ver o cenário mudar.

Como comentei antes, a cidade fica entre os rios Potomac e Shenandoah que se encontram em algum momento do parque nacional.

No total são sete trilhas que variam de 3,21 km a 11,24 km, incluindo a Trilha Appalachian que vai da Georgia ao Maine. Acabamos escolhendo a Maryland Heights Trail que começa em West Virginia e termina em uma área que já pertence ao estado de Maryland.


Rio Potomac. É o mesmo rio que passa por Washington D.C., a diferença é que em D.C a água é suja e em West Virginia é limpa.

Saindo da cidade, a ponte/passarela para chegar na trilha e o lugar onde os dois rios se encontram.

Como chegar: Perguntamos o caminho da trilha na bookstore na Shenandoah Street e o vendedor explicou muito bem o caminho e tem algumas sinalizações durante o trajeto. No centro de visitantes também tem um mapa das sete trilhas do parque.

Uma das três paradas que fizemos no caminho porque realmente não é fácil, ainda mais com o calor de 35º que estava.

Depois de pouco mais de uma hora, chegamos! Vale a pena cada segundo pra ter essa vista. A cidade no meio e os rios se encontrando.

Pra descer qualquer santo ajuda, né?! haha Conhecemos dois americanos super gente boa lá em cima, descemos conversando e nem vimos o tempo passar. Muito calor e não dava pra não entrar no rio… Vai de roupa mesmo.

– Onde comer?

Nós levamos sanduíche, bolachas e salgadinho para comer durante o dia e uma garrafa de água que conseguimos encher em uma sorveteria da cidade. Então não gastamos nada com alimentação, mas o lugar tem restaurantes, cafés e sorveterias e também uma 7 Eleven (loja de conveniência) na entrada/saída que dá para comer. Não faço ideia dos preços, mas vi que o sorvete de casquinha custava 6 dólares, então já dá pra saber que os preços podem ser altos.

Um dos restaurantes da cidade. Nada mal sentar pra almoçar com uma vista dessa, né?! Pena que estamos sempre mochilando/economizando e paramos só pra uma foto mesmo.

– Gastos

Estacionamento: 10 dólares e é válido por três dias.
Ima de geladeira: 3 dólares.

– Outras atividades

Atividades na água: Rafting, andar de boia, Kayak, stand up paddle etc.
Tour Fantasma/mal assombrado
Tirolesa
Outros tours, passeios e museus
Compras

Por que não descobri esse lugar antes?

Anúncios

Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s