Street art – A arte imitando a vida

O que eu tenho a dizer é sobre estar indo para o trabalho ou para algum compromisso dentro do nosso cotidiano e a arte estar lá, esperando, embutida no caminho e às vezes expressando algo que estávamos pensando naquele momento.

Falo de arte urbana, street art ou intervenção urbana.

Arte: Os Gêmeos

O conceito é quase o mesmo. São as expressões artísticas desenvolvidas no espaço público com diversas técnicas como moldes, pôsteres, adesivos, murais, grafite e até o hip hop, que trazem uma forma de comunicação através de textos, conteúdo e opinião social.

A intervenção urbana em si, é essa expressão artística interagindo com objetos previamente existentes como um monumento, um buraco ou uma árvore, por exemplo.  Ela visa despertar uma nova visão do cenário urbano e criar relações afetivas com a cidade, além de quebrar a rotina do dia-a-dia. Acredito que ela faz a gente reparar nos pequenos detalhes. Aquela árvore esteve sempre ali e eu nunca reparei, mas alguém a notou e foi além, a transformou.

A arte deixa de ser paga, de se resumir a museus e centro de exposições. Ela está aí para quem quiser ver.

Em São Paulo, a arte urbana surgiu na década de 70, na época conturbada da história do Brasil e silenciada pela censura. Era uma forma de expressão, de gritar vontades e opiniões sobre o incômodo de uma geração, vista, é claro, como marginalidade. E aí a história vai muito mais além.

E ah, descobri agora, quando fui pesquisar o tema mais a fundo, que nós temos aqui em São Paulo o 1º Museu Aberto de Arte Urbana do mundo, o MAAU – SP. Ele fica na Av. Cruzeiro do Sul, entre as estações Portuguêsa/Tiête e Santana na Linha 1 – Azul do Metrô. O museu é formado por 66 painéis de grafite instalados nas pilastras que sustentam o trecho elevado do metrô e foi inaugurado em 9 de setembro de 2011. Passo por lá sempre, noto os grafites, mas não sabia da existência desse museu.

Comecei a me interessar por street art e intervenções urbana quando conheci o artista Banksy há uns três anos.

Robert Banks é britânico e seus trabalhos em estêncil são encontrados nas ruas de Bristol, Londres e em várias cidades do mundo. Mas, o cara é um mistério. Ninguém sabe a sua verdadeira identidade, só sabemos que as paredes amanhecem “grafitadas” e que ele é considerado o anônimo mais conhecido no mundo. Inclusive respeitado pelas autoridades britânicas que chegaram a cobrir, sem querer, uma parede que tinha a sua arte e depois se desculparam pelo ocorrido. A dona da casa? Uma senhora de 50 anos que chorou desesperadamente quando viu sua parede pintada.

Banksy faz criticas sociais, politicas e à guerra sempre com uma sacada. Chegou até a fazer uma das aberturas da série Os simpsons, criticando às péssimas condições de trabalho dos asiáticos, produtores do desenho. Mais uma vez, nada foi censurado e o seu trabalho foi respeitado.

Banksy dirigiu o documentário Exit Through the Gift Shop (Saída pela loja de presentes) que conta a história de um francês que o persegue e foi indicado ao Oscar. Tem também livros e muitas coisas interessantes espalhadas por aí.

Algumas das minhas queridinhas do Benksy:

10

1

211 de Setembro – World Trade Center

3Desculpa! O estilo de vida que você requisitou está fora de estoque

4

56

7“Assuma isso”

8

Muro israelense na Cisjordânia

Que fique clara a diferença entre street art e intervenção urbana com pichação, que, em minha opinião, deixa a cidade horrível, suja e não tem a mínima expressão de arte.

E uma pena não termos algo do Banksy tão próximo por aqui.

Anúncios

2 comentários sobre “Street art – A arte imitando a vida

  1. Pingback: Natal em New York – Roteiro de dois dias |

  2. Pingback: Miami e Miami Beach, Flórida |

Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s